Sanofi
A prisão de ventre não escolhe idades

PRISÃO DE VENTRE EM BEBÉS E CRIANÇAS

A prisão de ventre não escolhe idades

A prisão de ventre em bebés e crianças ocorre com bastante frequência, mas muitas vezes não existe causa aparente imediata. Nos recém nascidos, pode dever-se ao facto do seu sistema digestivo ainda não estar completamente desenvolvido. Por exemplo, os bebés que estão a ser amamentados podem ficar até 10 dias seguidos sem fazer cocó.
Nas crianças, a frequência de evacuação normal pode ir de 3 vezes por dia e 3 vezes por semana. Quando a frequência de evacuação é inferior, a permanência prolongada das fezes nos intestinos faz com que estas fiquem secas e duras, tornando-se difíceis de expulsar. Isto torna a evacuação mais difícil e dolorosa, podendo até levar à retenção voluntária das fezes, o que só agrava o problema.

Os bebés também podem sofrer de prisão de ventre devido a fezes duras. Na maioria dos casos tem a ver com mudanças na alimentação e os sintomas desaparecem rapidamente. No entanto, se o bebé chorar ao fazer cocó pode dever-se à dificuldade em expulsar fezes muito duras.

Algumas das causas possíveis para prisão de ventre ou fezes duras no bebé são:
Uma alergia alimentar - muitas vezes as alergias a alimentos manifestam-se por vómitos, diarreia ou rejeição da comida. Quando suspeitar de alergia alimentar, o melhor a fazer é consultar o seu médico.
Uma proporção incorreta de água na preparação do biberão do bebé.
• Dor durante a evacuação - se se tratar de uma pequena fissura no ânus, o bebé pode tentar reter as fezes para não sentir dor. Neste caso deverá entrar em contacto com seu médico.
Transição do leite materno para produtos alimentares vegetais - durante esta transição as fezes do bebé são mais volumosas. Se ficam durante mais tempo nos pequenos intestinos do seu bebé, as fezes podem tornar-se secas e duras, tornando-se difícil para o bebé expeli-las.

Muitas vezes ajuda dar água pura (previamente fervida) ao bebé. Também os boiões de fruta estimulam o funcionamento intestinal. Estas medidas podem contribuir para as fezes se tornarem mais macias e a evacuação mais fácil.

Há crianças que evacuam uma vez por dia e outras três vezes por semana, o que pode ser considerado normal. Mas quando as crianças evacuam com menos frequência, as fezes podem tornar-se secas e duras, o que pode tornar a sua expulsão mais dolorosa. Isto pode fazer com que a criança adie a ida à casa de banho, podendo resultar em dor abdominal e menos apetite, pelo que a prisão de ventre em crianças deve ser levada a sério.

As fezes duras numa criança pode ter várias causas, mas na maior parte dos casos é uma consequência do padrão alimentar, nomeadamente o baixo consumo de alimentos ricos em fibra. Em geral, os sintomas podem ser resolvidos através da adaptação da alimentação.
Para o tratamento de fezes duras em crianças, pode utilizar Dulcosoft solução oral, que pode ser tomado a partir dos 2 anos de idade.
Se não houver nenhuma causa evidente para a prisão de ventre do bebé, é provável que o médico aconselhe o aumento da ingestão de líquidos. Ao adicionar mais água à sua alimentação, as fezes poderão tornar-se mais moles. Se o seu bebé tiver prisão de ventre e tiver mais de 6 meses de idade poderá, após aconselhamento médico, aumentar a sua ingestão de frutas e vegetais, nomeadamente através de sumos e papas.

Nas crianças, uma alimentação equilibrada e a ingestão suficiente de líquidos são aspetos importantes para prevenir ou tratar a prisão de ventre. Tanto as fibras solúveis como as insolúveis são importantes para prevenir a prisão de ventre em crianças. As fibras solúveis encontram-se na fruta e nos vegetais, enquanto que as fibras insolúveis existem nos alimentos integrais e frutos de casca rija.

Alguns exemplos de alimentos ricos em fibra são:
• Fruta fresca;
• Vegetais
• Produtos integrais – ex: pão e arroz;
• Manteiga de amendoim;
• Aipo;
• Aveia, amêndoas e avelãs;
• Muesli

Adicionalmente, é muito importante que o seu filho ingira muitos líquidos, de modo a promover a hidratação das fezes.
Brincar na rua e fazer desporto também é bom e saudável. Ensine-lhe que não deve contrariar a vontade de fazer cóco, indo à casa de banho logo que possível. Além disso, pode fazer da ida à casa de banho um ritual, deixando o seu filho ir à casa de banho durante cinco minutos após as refeições. Com a ajuda de livros ou banda desenhada pode tornar este ritual mais divertido.
Em caso de prisão de ventre prolongada ou prisão de ventre associada a febre, vómitos ou recusa alimentar, deve entrar em contacto com o seu médico.
Antes de utilizar um laxante para aliviar a prisão de ventre do seu filho, consulte primeiro um profissional de saúde.

Na entrevista sobre prisão de ventre o Dr. Pedro Norton fala de padrões de prisão de ventre e de fezes em bebés e crianças. Caso tenha questões que queira ver esclarecidas também pode visitar a página dulcolax.pt ou entrar em contacto com a redação de alivioprisaodeventre.pt.

Está prestes a sair do website Alivioprisaodeventre. Ao clicar no botão ”Ok” será direcionado para outro website onde os termos e condições podem ser diferentes das do website Alivioprisaodeventre. Deseja continuar?