Sanofi
Fezes e evacuação

FEZES E EVACUAÇÃO

Quebrar o tabu

Apesar de ser um assunto sobre o qual se evita falar, os problemas de evacuação são muito comuns. De facto, cerca de 1 em cada 7 pessoas tem problemas de evacuação, que se manifestam sob a forma de prisão de ventre, diarreia, sensação de inchaço e/ou muco ou sangue nas fezes.
Muitas pessoas pensam que o normal é evacuar todos os dias, mas esta é uma ideia fictícia sem fundamento. Há muitas pessoas que não têm quaisquer problemas de evacuação, apesar de não o fazerem todos os dias. Isto significa principalmente ir regularmente à casa de banho sem problemas.

Uma evacuação irregular caracteriza-se por uma frequência baixa de evacuação (<3x por semana) mas associada a uma grande quantidade de fezes. Fala-se de prisão de ventre ou evacuação irregular quando existem alterações no seu padrão de evacuação, nomeadamente evacuar menos de três vezes por semana ou ter evacuações acompanhadas de fezes anormalmente secas e/ou duras.
Embora quase nunca se fale sobre elas, as fezes são produzidas por todos os seres vivos com um trato intestinal. Se não fosse desta forma, o organismo não teria qualquer outra possibilidade de excretar resíduos alimentares indigestos. Além de resíduos alimentares, as fezes também contêm bactérias, células intestinais e bilirrubina.

As fezes são também um indicador para a saúde e fornecem muitas vezes informação médica útil. Desta forma, alguns problemas de evacuação podem indicar outros problemas de saúde.

Fezes com muito mau cheiro, por exemplo, são um indicador de perturbações na flora intestinal, enquanto que fezes muito pegajosas podem indicar problemas no pâncreas.

A cor das fezes também pode dizer muito sobre a nossa saúde e fezes com cor tipo “borra de café” são um bom motivo para ir ao médico, dado poderem indicar a presença de sangue. Uma cor branca ou cinzenta, por exemplo, é um indicador de bílis insuficiente, enquanto que um excesso de bílis produz fezes verdes. Pontos brancos podem indicar a presença de vermes.
Se não tiver vontade de evacuar ou se a evacuação for difícil, tente identificar a causa para esta situação. Em muitos casos os problemas de evacuação podem indicar que não ingere alimentos ricos em fibra ou líquidos em quantidade suficiente. Algumas alterações na dieta e a prática de exercício físico podem ajudar a resolver o problema. Se as alterações no estilo de vida não forem suficientes, a utilização de um laxante pode ser a solução.

Nem todas as alterações agudas nas fezes ou evacuação requerem que vá ao médico, mas no caso de persistência dos sintomas aconselhe-se junto do seu médico ou farmacêutico.
Devido ao facto de o dia-a-dia ser cada vez mais agitado, muitas pessoas saem de manhã tão à pressa que ignoram a vontade de ir à casa de banho. E isto pode, eventualmente, levar a prisão de ventre. Além disso, pode ser mais difícil ir à casa de banho fora de casa, por falta de sossego e privacidade, como acontece por exemplo em casas de banho públicas ou no trabalho.

É importante reservar tempo para ir à casa de banho, idealmente sempre na mesma altura do dia, por exemplo de manhã ou 30 minutos depois das refeições. É importante que não tenha pressa e que esteja tranquilo. Isto ajuda a prevenir a prisão de ventre.

Caso ainda tenha questões que queira ver esclarecidas também pode visitar a página dulcolax.pt ou entrar em contacto com a redação de alivioprisaodeventre.pt.

Está prestes a sair do website Alivioprisaodeventre. Ao clicar no botão ”Ok” será direcionado para outro website onde os termos e condições podem ser diferentes das do website Alivioprisaodeventre. Deseja continuar?